sexta-feira, 6 de março de 2009

Tenho saudades... :)


Saudades daquele chão, onde as pegadas do Padre Diamantino se cruzam com as da Irma Isabel. Daquela areia fina, uma vez marcada pelos pés dos manos.
Saudades da forma como acordava, pronto para sentir o sol nascer e com ele nascia eu mais uma vez. Saudades dessa sempre nova oportunidade para recomeçar comigo mesmo e com os meus manos.

Sinto sede de dormir pouco e sonhar mais.
Das conversas caminhantes nocturnas partilhadas entre manos.
Tenho vontade, de ouvir o sino tocar às 5:30, tomar um banho de àgua fria ajudar a preparar o bendito mata bicho.
De dar uns passos para encher o coração de força para uma vez mais enfrentar o temível carinho da criançada da Escolinha. E aí aprender a ensinar, ou ensinar a aprender...

Saudades de ouvir "É papinha ÉH ÉH... ÉH PAPINHA ÉH ÉH"...
Do balcão de madeira onde nos reinventávamos como carpinteiros, esperando pelo toque do sino que assinalava a santa hora do já merecido almoço.

Sim saudades de poder sair do quarto sem nada nos bolsos e sentir que tudo o que tenho chegava para abraçar o mundo inteiro.

Poder ensinar miúdos e graúdos, no Português Inglês Geografia Matemática Educação Física ou apenas acerca da filosofia europeia...

De discutir os contrastes entre as medicinas.

Saudade de reflectir, meditar ou rezar, de ouvir as palavras seguras da missa ao mesmo tempo que a mente agitada navegava por pensamentos cada dia mais diferentes.

Saudades da gente de Guiúa. da Garra que se sentia, da União que se foi criando, da Integridade dos Homens que cresceram, do entendimento do Último como o primeiro, e da forma como Alma ganhava forma!

Sim... Saudade de saborear a riqueza que existe em ser pobre.



Renato Caetano

6 comentários:

Roquet disse...

HMMM... partilho de todos os teus sentimentos meu querido mano!Saudades de acordar com um poema debaixo da porta escrito por alguém que despertava mal se faziam sentir os primeiros raios de sol!

Que essa ALMA perdure em ti!!
Um grande beijinho com muitas saudades...

Fico-me com... WATAMANZA!
GMDT

Rui disse...

Uma parte de nós ficou em Guiúa, não veio na chapa... Voltou do cruzamento espada com a Mamã Olga e com o Padre Diamantino para a missão e de certeza que continua nos olhares das crianças, nas conversas dos adultos e dos jovens...
A outra que veio está cheia de saudades e com aquela sensação de que um dia há-de lá voltar, só não sabe bem quando...
Há-de chegar...
Nyubungile mano Renato!
Tamos juntos

Ana Rita disse...

Nyubungile mesmo.
pela partilha, pela entrega, pela amizade, pelo exemplo.

Bob disse...

Não tendo partido no ano passado, sinto que com partilhas como esta e tantas outras que fui ouvindo, pelo menos uma parte de mim também já conheceu essa alegria.

Obrigado pela presença e pela magia das palavras...

Jotas disse...

Está espectacular... Não só por nos dar uma visão concreta do que foram aqueles dois meses, mas porque nos faz pensar que há pouca coisa na nossa vida que nós consigamos descrever com tanta intensidade...

Muito obrigada pela partilha...!

Renato disse...

obrigado eu pelas palavras